Publicado por: floopi | 16/06/2009

Mais uma volta solitária

Foi a precisar de treino e de recuperar o ritmo outrora alcançado que me lancei à estrada, por aí…

Passagem pela Trofa, Maia, Vila do Conde, Povoa de Varzim e de novo Famalicão, 70kms no total…

Anúncios
Publicado por: floopi | 15/06/2009

Chaves – Finisterra by Francisco Silva

A pedido do grupo vou deixar aqui o resumo elaborado na primeira pessoa pelo Francisco destes fantásticos 4 dias…

1º dia – Chaves – Ourense – 107 Km e 1300 de acumulado

Um inicio por estrada até Verin, onde entramos na Rota da Prata.

Um Caminho com muitas dificuldades, mas muito bonito, onde a passagem por cada aldeia era um regalo para a vista.
A famosa subida do Soutelo, veio iniciar as hostilidades, fazendo com que a subida da Labruja pareça uma coisa light !!!!!

Chegamos a Ourense pelas 20h e decidimos que esta 1ª noite seria dormida no Albergue. Capacidade para 130 pessoas, estavam 127 camas ocupadas !!!

Rapidamente tomamos banho, lavamos o equipamento e fomos jantar.
O problema é que o albergue fechava ás 22h e ás 21:45 ainda estávamos a meio da refeição. Já convencidos que iríamos dormir ao Hotel e as biclas ficariam a dormir no Albergue o Manel têm uma atitude nobre e informa que vai á frente e entra antes das 22h, quando chegarem batam á porta que eu abro…. assim disse, assim foi.

Neste dia ainda éramos só 6, pois o Hilário só chegava no dia seguinte., quando veio a conta alguns tiveram duvidas como é que tínhamos bebido 23 canhas !!!!
Tudo correu conforme combinado, só havendo a referir que fiz directa esta noite, pois o barulho era tanto que optei por vir para junto das biclas no R/C, pelas 4h já tinha a companhia do Manel, Paulo Reis, Fernando Lopes…

2º Dia – Ourense – Santiago – 110km – 2500 acumulado

Iniciamos o dia com cautelas, pois tínhamos ouvido falar muito desta etapa…

Os 40Km iniciais são um desafio á resistência física e psicológica dos peregrinos

A saída de Ourense é de arrebentar logo com as pernas, em 5Km já tínhamos 600 de acumulado !!!
Mas o pior estava para vir… a passagem pelo Mosteiro do Outeiro é de outro mundo, são quase 2 horas a subir quase sempre com a bicla á mão, pés dentro de agua, sempre em cima de pedra, com os alforges a fazer o martírio ser ainda maior. Chegamos ao ponto de encontro com o Hilário com 40Km feitos em 4h23m, pessoalmente cheguei muito cansado ao ponto de encontro.
Almoçamos, o Hilário tratou de nos arranjar uns bocadilhos excelentes e toca a meter as biclas ao caminho.
Foi uma etapa sem um minuto de sossego, era um constante sobe e desce, que ao longo da tarde foi deixando marcas bem pesadas no corpo destes peregrinos.

Chegamos a Santiago já de noite, sem luzes, com o Albergue já fechado. Fomos recebidos na Catedral por uma salva de palmas das pessoas que lá estavam !!!!

Toca a procurar hotel para a gente. O Manel e o Tero ficaram num hotel de 1ª, tomaram banho e a agua inundou o hotel !!!!!. Os restantes 5 ficamos noutro hotel num quarto com 3 camas, onde tive a companhia do Hilário na cama de casal, ficando as duas restantes camas para os Fernandos. O Paulo Reis teve q escolher entre dormir no meio de mim e do Hilário ou dormir no chão, optou pelo chão!!!!!!!, como tínhamos sacos cama, ficou com a roupa das camas e fez 1 colchão.
Fomos jantar, coisa light…. e cedo fomos para a cama, eram +- 3 da manhã

3º Dia – Santiago – Corcubion – 77km – 1600 de acumulado

O dia começou nas calmas, a manha estava reservada para fazer turismo, visitar a Catedral, levantar os diplomas e carimbar os passaportes.

Ao inicio da tarde iniciamos a jornada, ainda sem almoçar, pois a ideia era almoçar já no caminho para Finisterra.

Não sabíamos até onde iríamos, pois iria depender do tipo de caminho que iriamos encontrar.
Não estava á espera de um dia tão difícil, onde o sobe e desce foi constante, fazendo com q as pernas começassem a reclamar.
Com a noite a chegar vimos o mar pela 1ª vez e decidimos ficar nesta localidade bem simpática, já passava das 22 horas…
Encontramos um hotel q apesar de estar em obras servia perfeitamente para passar a noite. Alugamos 4 quartos, 1 para as biclas no 1º andar e 3 para nós no 3º andar. Toca a levar as biclas pelas escadas até ao quarto, tomar banho e ir procurar um local para jantar.
O q se passou depois não vou contar, pois nunca vi comer e beber tanto !!!!!
14 garrafas de vinho para 7 peregrinos !!!!!!!!!!!!!! tendo finalizado a refeição com Pudim, como não podia deixar de ser….
Foi uma longa noite….

4º dia – Corcubion – Finisterra – 15 Km – 400 acumulado

Foi um dia pacato, onde os km que faltavam foram percorridos calmamente.
Tínhamos cumprido o nosso objectivo e chegado a Finisterra

Cada um festejou á sua maneira, mas da minha parte foi sentido como tendo conseguido um feito que se calhar alguns não achavam que seriamos capazes…

Almoçamos calmamente e aguardamos a chegada da camioneta.

Esta foi a única parte que correu mal: Chegou com 3h50mim de atraso e no regresso tínhamos que parar de 30 em 30km para meter água no radiador

Chegamos a Famalicão mesmo a tempo de ver o fogo de artifício

Resumo final:

Fizemos 309km, foram mais, pois eu desligava o GPS á entrada das localidades, segundo Paulo Reis no dele deu 343Km

Acumulado: 5800m, este valor também é maior pois as voltas que demos dentro das localidades também não estão contabilizadas.

Para quem não percebe o porque de eu desligar o GPS aqui vai a explicação: Eu queria o percurso limpo, ou seja não me interessava gravar as voltas que demos á procura de hotel, a visitar as cidades, assim tenho um track apenas com o Caminho de Santiago.

2 Furos

Nenhuma queda digna desse nome

Este é o meu contributo, agora venham as vossas lembranças

FS

Publicado por: floopi | 13/06/2009

Rumo a Finisterra – day 4

Neste último dia ficaram para fazer apenas 15kms, quinze quilómetros distanciavam os peregrinos do objectivo…
Ainda meio ensonados, levantaram-se e começaram a pedalar, foi por volta das 13h (espanholas) que chegaram ao objectivo, altura para umas fotos no km zero e para respirar fundo, a brisa marítima já se fazia sentir e a sensação de objectivo cumprido também…

Agora é almoçar e esperar pelo transporte que os trará de regresso “ao nosso cantinho à beira mar plantado”…

Parabéns a todos, certamente que o grupo sai mais forte desta aventura, ainda mais…

13062009

Publicado por: floopi | 12/06/2009

Rumo a Finisterra – day 3

Quase quase em Finisterra… 🙂

O dia de hoje incluiu para além do já previsível btt, uns passeios turísticos por Santiago. Desta forma só se começou a pedalar de tarde. Às 14h rodas ao caminho que ainda havia alguns kms pela frente, cerca de 9okms.

No final do dia e apenas pedalando de tarde optaram por não chegar a Finisterra, pernoitando assim em Corcubion a 15kms do objectivo, percorrendo numa tarde 83kms com mais 1500m de acumulado… O ritmo está muito alto…

Publicado por: floopi | 11/06/2009

Assalto à Vacariça

Este Sábado acedi ao convite do Jorge para me juntar com mais algum pessoal e assim arrancar-mos de Ponte de Lima, para um assalto à Vacariça…

Inicia-mos por estrada, cerca de 5kms de estrada desde Ponte de Lima quase até Refoios do Lima…

De seguida entramos numa estrada secundária e logo ali se começaram a transpor inclinações interessantes, na ordem dos 15/20%

Era subir, subir e subir

Eu aproveitei e fui também estrear no novo equipamento dos Biclasfriends

Chegados a este bosque fantástico, já com uma hora e qualquer coisa de pedalada vimos que tínhamos percorrido 10kms com uns incríveis 800m de acumulado. Se pensarmos que dos 10kms, 5 foram em estrada sem grande inclinação…

Mas não ficava por aqui, ainda se iria subir mais, ao longo de 15kms as subidas eram o único caminho

Finalmente umas descidas, e a possibilidade de recuperar algumas forças. Pelo meio alguns cruzamentos com os habitantes muito comuns nestas zonas, os belíssimos Garranos…

Altura de recarregar baterias, encher os cantis e seguir…

As vistas eram constantemente assim fantásticas!

Ainda com uma passagem no posto de vigia para “ver as vistas” 

A partir daqui foi sempre a descer até à estrada que ligava Ponte de Lima a Paredes de Coura, altura em que me despedi do pessoal e regressei a Ponte de Lima, foram praticamente 20kms sempre a descer a médias acima dos 40kms/h, curva e contra-curva, uma descida com uma paisagem envolvente muito bonito…

Para a próxima quero repetir e desta vez para fazer o percurso todo

Publicado por: floopi | 11/06/2009

Rumo a Finisterra – day 2

Saindo de Ourense rumo a Compostela…

Uma etapa fantástica em todos os sentidos principalmente no que a dureza diz respeito… Os biclasfriends tiveram de “puxar dos galões” e enfrentar uma das etapas mais duras de sempre percorridas pelos próprios. Aos 5kms levavam já uma acumulado ascendente de 600m levaram 4h a percorrer 40kms num início de etapa extremamente duro.

Com o “correr do dia” pensava-se já ser impossível chegar a Santiago ao 2º dia, no entanto num esforço fantástico conseguiram imprimir um bom ritmo e chegar a Santiago de Compostela, mas já de noite, foi perto das 23h30 que me chegou a informação de que haviam chegado naquele momento.

No entanto e devido ao adiantado da hora, o albergue já se encontrava fechado, tiveram assim o transtorno de procurar dormida num hostel. Foi já perto da 1h que se sentaram à mesa para jantar concluindo assim uma duríssima etapa de 115kms com um acumulado ascendente superior a 2200m, 12h a pedalar…

Parabéns, a todos… Continuem com essa força.

Para amanhã estão reservados os últimos 90kms com chegada a Finisterra onde pernoitarão para no sábado regressarem ao conforto do lar…

Publicado por: floopi | 10/06/2009

Rumo a Finisterra – day 1

Pois é pessoal, os biclasfriends iniciaram hoje a tão esperada viagem, com inicio em Chaves e destino em Finisterra, “o céu é o limite”.

7h da manhã já tudo tomava o pequeno almoço no local do costume, 7.30h arrancamos para Chaves, às 9h dava-se inicio a viagem dos biclas.

Embarcaram nesta aventura o Fancisco Silva, Antero Moreira, Fernando Martins, Anselmo Moreira, Fernando Lopes e o Paulo Reis. Amanhã juntar-se-á ao grupo o Hilário Ribeiro.

Infelizmente o Rui Silva teve de abortar a sua ida a Finisterra, uma queda no “doce regresso…” https://asminhas2rodas.wordpress.com/2009/05/30/doce-regresso/ impossibilitou-o de alinhar à partida nesta aventura, a ele deixo o meu abraço de rápidas melhoras… 😉

P1050141

Já com os novos equipamentos, a estrear nesta mesma travessia. A partir de agora este será o equipamento oficial dos Biclasfriends onde o amarelo e preto são as cores predominantes.

P1050143

Aos que vão a “Caminho” restou-me desejar-lhes uma excelente viagem cheia de boa disposição e bons trilhos.

_______________________________________________________________________________________

São 22h e neste momento os peregrinos já se encontram em Ourense, suportaram um acumulado de 1310m ao longo de 104kms de percurso…

Sem incidentes, apenas um furo para contar, a diversão reina, ao que parece o Manel fechou-se no albergue, e obrigou todo o grupo a procurar um hostel 😀 😀 😀 😀

Amanhã há mais…

Publicado por: floopi | 07/06/2009

Domingueira descontraída

P1050133

Este domingo a volta foi das mais descontraídas e despreocupadas de sempre, poucos estavam com vontade de andar de bike, já todos pensavam na ida a Finisterra, com passagem obrigatória em Compostela… Estavam em pulgas para que 4ª feira chega-se depressa… Está a chegar…

Publicado por: floopi | 04/06/2009

Dark night

De regresso às nocturnas, já há bastante tempo que não percorria os trilhos de noite, tudo é diferente à noite, os trilhos, as árvores, os obstáculos e até as sensações são diferentes…

Aqui ainda de dia… Hoje podemos contar com um saudoso regresso, o Toni apareceu para se juntar à malta… Até que enfim 😉

Já com a noite cerrada a qualidade das fotos diminui 😦

No final nada melhor que umas bifanas, cachorros e pães com chouriço ao ar livre…

Publicado por: floopi | 04/06/2009

Lisbon Downtown 2009

Vodpod videos no longer available.

more about "Lisbon Downtown 2009", posted with vodpod

Older Posts »

Categorias